11 agosto 2009

Quero ser fotógrafa!

Esse é um desejo latente em mim. E desde que eu comecei a estudar fotografia e a mostrar minhas fotos e falar do assunto aqui no blog e no Criative-se a quantidade de emails, comentários, scraps no orkut falando que desejam ser fotógrafos, onde fiz o curso, que câmera eu tenho... quem não quer trabalhar com o belo, não é?

Os elogios às fotos tem sido muitos. Alguns sinceros, outros não sei, alguns técnicos, outros leigos, não importa, valorizo todos!! Gosto de todos! Eles me incentivaram a começar e me incentivam a seguir. Muitos me falam pra meter as caras e cobrar pela fotografia, pra virar "profissa". Querer eu quero, mas será que é fácil assim??

Eu navego pelo mundo dos blogs há muito tempo, vejo muitos blogs de fotografia, me atualizo diariamente e vejo muita coisa linda e de qualidade, verdadeiras fontes de inspiração. E é lá que quero chegar no dia em que decidir que vou investir na Fotografia. Não quero ser fotógrafa meia-boca. Não gosto de ser meia-boca em nada que eu faço. Sou dedicada, perccionista, detalhista. Se é pra fazer algo que seja bem feito... e é isso que tô fazendo. Tô estudando, me dedicando, praticando, estudando, olhando. Acho que esse é o caminho. Não adinata uma mega câmera na mão, tirar foto no automático e não ter olhar fotográfico. Tô me aprimorando.

Se vai dar em alguma coisa? Sinceramente não sei. Tô curtindo muito esse momento aprendiz, onde me vejo capaz de fazer coisas belas, de treinar, de ter o maior tesão de sair com a câmera na mão mesmo ela sendo grande e pesada, gostando de passar horas na frente do pc trabalhando as fotos, mesmo com dor no coração porque o marido fica sozinho vendo filme no sofá (desculpa, Mô, tô me organizando melhor aos poucos.). Acho que o começo é assim. É gostar de tecnologia e estudar isso também, porque você precisa entender de photoshop, de internet, de hd externo, de Mega pixels...

Hoje, na minha navegação diária reencontrei um blog que já tinha visitado há tempos atrás, mas que tinha perdido, o da Luciana Prado e ela nesse post fala exatamente disso. Fotógrafa de mão cheia, suas fotos são verdadeiras obras de arte e passam toda delicadeza e sensibilidade que possa ser possível captar numa lente. É num nível assim que desejo chegar, não quero fazer parte do grupo que se aventura na profissão se intitulando fotógrafa e aceitando serviços a preço de banana. Hoje faço fotos por nada, ou melhor, por prazer e me intitulo, aprendiz de fotógrafa ou "fotografeira"!!

Reproduzindo as palavras da Luciana convido-te a refletir sobre o rumo que pretendes dar na vida e na dedicação que isso solicita. Seja isso o que for, seja médica, artesã, scrapper, jornalista, publicitária ou fotógrafa!!

"A dica mais importante que eu posso dar é uma só: estudo. Não me refiro necessariamente a um curso formal de fotografia, já que cada um tem seu jeito de aprender, enquanto uns preferem aulas, outros preferem estudar sozinhos. Mas o estudo é imprescíndivel.
Não é só comprar uma reflex digital e sair fotografando. É preciso dedicar-se ao aprendizado. Fazer uma foto linda do filhinho do amigo não é passaporte para entrar nessa carreira, mesmo que o tal amigo elogie e diga: “você devia cobrar pra tirar fotos, você faz isso tão bem!” Não, isso não basta. O fotógrafo profissional é aquele que apresenta qualidade e consistência, em qualquer circunstância, nunca contando com a sorte ou o acaso. Por exemplo, o profissional tem que ser capaz de chegar na casa de pessoas que não conhece, algumas vezes com condições à primeira vista desfavoráveis, como pouco espaço ou luz, e saber lidar com esses elementos, fazendo com que trabalhem a seu favor."


"Da mesma forma, não é fotógrafo quem não domina a linguagem da luz. Se a foto é a nossa tela, a luz é o pincel, é ela que dá forma à nossa visão. Pra entender a luz e fazer dela seu instrumento de trabalho, é preciso praticar, estudar e treinar o olhar, observando muito o trabalho de outros fotógrafos, não só os de hoje, mas também os grandes mestres da história da fotografia."


"...o fotógrafo tem que valorizar sua profissão, mistura de técnica, arte e sensibilidade, e saber se colocar no mercado. Cliente não é cobaia, sessão não é treino e pagamento não é qualquer trocado. Quantos não vejo por aí cobrando uma miséria por um cd com 100 fotos sem tratamento liberadas para impressão. Quem quer ser valorizado e viabilizar sua sobrevivência no mercado tem que saber como se colocar com qualidade e responsabilidade. Nossa trabalho começa na sessão, continua na edição imprescindível das fotos em Photoshop (que é o laboratório dos dias atuais) e na entrega de um produto final de qualidade, tudo isso permeado pela administração do negócio e o relacionamento com os clientes."


Minha vida tá em fase de mudanças, há quase 4 anos deixei de ser farmacêutica pra trabalhar com gestão de projetos e gestão ambiental e agora retomo a carreira farmacêutica voltando à empresa de onde sai. Sinto como se tivesse vivido um "apêndice" na vida profissional e estivesse voltando de onde parei. O desafio é grande, preciso virar a chavinha no cérebro e voltar a pensar e agir como farmacêutica, preciso relembrar coisas, reaprender outras. Mas tudo isso me parece bem proposital... esse "apêndice" de 4 anos me trouxe muita experiência profissional e de vida, me trouxe amigos queridos (né, Lu?), me possibilitou fazer parte do Criative-se, mola propulsora nesse mundo novo de prazer e satisfação que vivo. Hoje volto à profissão que escolhi como desafio... coisa que gosto e que me faz sentir viva, pulsando. Descobri que, por mais aterrorizantes que possam parecer, as mudanças são sempre bem vindas na minha vida. Me fazem agir, me mexer, sair da zona de conforto e viver! Novas experiências estão à caminho, novos velhos amigos, nova rotina. E permeando esses dois ciclos da minha vida está a fotografia que ou vai mudar a minha vida profissional um dia ou vai continuar fazendo a minha vida pessoal mais feliz, colorida, preto e branco, com mais contraste e saturação. Resumindo... com mais prazer!!!

Dediquem-se, escolham, mexam-se, saiam da toca, não tenham medo e sejam felizes!!!

No próximo post... fotos!!!!!! ;)

PS: Tenho percebido que muitas pessoas estão comentando no post de baixo ao que estão lendo. Talvez porque fique confuso que no novo layout os comentários ficam em cima, abaixo do título do post... só pra orientar os navegantes! ;)

Beta

36 comentários:

Ana Karina disse...

É isso aí!!!
Falou e disse ;)
Adorei o texto. É longo, mas é verdadeiro.

Grande beijo!

Ana Paula Batista disse...

Olá Beta!!! Perfeito esse seu post. Perfeito também o post da Luciana Prado. Eu já tinha lido há alguns dias e me caiu como uma luva. Era tudo o que eu precisava ler... rs A Luciana é ótima fotógrafa e, para mim, tem sido uma excelente pessoa. Tem me ajudado bastante virtualmente, dando dicas que são valiosas para nós aprendizes ou iniciantes.
Eu também tenho estudado bastante, o que inclui um bocado de prática, tudo em busca de poder fazer um dia um trabalho de qualidade.
Às vezes me sinto dividida entre meu trabalho, estudos e fotografia, mas não chego a desanimar, pois vejo muita gente talentosa que tem a fotografia como segunda profissão. Então, também digo pra mim mesma: quero ser fotógrafa! rs
E quanto a seu termo "fotografeira"... ameeei!!!
Muito sucesso pra vc, querida!
Beijos

Claudia Regina disse...

Querida, como fotógrafa "aprendiz" você está indo muito, mas muito bem. Sua sensibilidade é melhor que de muito fotógrafo "profissional" por aí. Admiro muito essa honestidade e modéstia! Muito sucesso pra você =)

Gisela disse...

Queridinha
Amei seu blog,acho que não sou tão perfeita como vc,mas vou tentando daqui e dali.
Amanhã faço uma cirurgia plastica reparadora nos seios pela manhã,ore por mim,sei que dará tudo certo,mas gosto de pedir as amigas uma forcinha ,e ja te considero assim.
Hoje para me despedir temporariamente da minha máquina deliciosa,fiz uma sessão com uma pequena de 7 meses lindinha,se der tempo ainda coloco algumas poucas fotos no blog.
Assim que puder apareço por aqui,
Bj

Fabi Carvalhos disse...

Beta,seu depoimento e o reforço com o texto da Luciana são realistas e muito motivadores. Lidar com o novo não é fácil, mas desafiador e estimulante, pelo menos para mim. Sempre apreciei conhecer e aprender coisas novas, e para isso sempre tive em mente a necessidade do estudo. Lá em casa o estudo sempre foi muito valorizado, minha mãe é professora, e as vezes, mesmo tendo a imressão de que fazia o caminho mais longo, sabia que tb era o que me levaria para o êxito. Admiro pessoas determinadas pq assim tb sou, e sei o devido valor desta atitude. Portanto só posso te dizer que está no caminho certo, e que o sucesso é só questão de tempo. Beijão, Fabi.

Jaque. disse...

Nossa!!!! Estou encantada..não vejo a hora de fazer uma sessão de fotos com você...não sei de que...mas de qualquer coisa..hehehehehe
A gente quase não se conhece...Bem, vc até q conhece um pouquinho mais de mim, né? Mas posso dizer que lendo seu blog e te conhecendo tão pouquinho..pude perceber a pessoa maravilhosa q vc é....ADMIRÁVEL....
Seu "trabalho" está maravilhoso e torço por vc virar uma profissional...ahah já é, né? Mas como vc mesmo disse, não é tão fácil assim.
Parabéns...Amei as fotos....
AHHAH EU QUERO....
Mta INSANNA essa menina aqui...
bjaooooo

Rosi disse...

Beta,
Dá uma passada lá no blog, faço menção ao seu post de etiqueta nos e-mails lá do Criative-se. Excelente post.

Rosi disse...

O texto é ótimo, como sempre.
Mas parece que estamos num ano de mudanças, de transformações, vejo e converso com muitas pessoas que estão nessa fase. Embora seja um caminho novo (ou não como no seu caso, digamos um retorno), não deixa de ser gratificante, afinal novos conhecimentos estão por vir.

Eu me deparei com uma insatisfação na minha carreira e decidi colocar o chamado Plano B em prática, por um tempo ele me foi gratificante, hoje como voltei à minha área, ele se tornou menos atrativo. A verdade é que não consigo me dedicar a várias coisas ao mesmo tempo com a mesmo intensidade e talvez a atração "da coisa" torna-se menor. Confesso também que já pensei em por em prática o Plano C, sim eu tenho um, sou audaciosa às vezes e gosto de novidades.

Torço para que vc realmente se dê bem nessa empreitada. Vc está certíssima em querer se aprimorar para assim poder determinar-se como uma fotógrafa. Espero que quando eu estiver barriguda e puder ir até o Rio, vc faça meu ensaio. Ficaria muito feliz.

Um beijo no seu coração e muita força.

Uma Mulher de Fases disse...

Beta, fico feliz e vibrando por ver você se dedicar à fotografia, eu adoro, mas sou bem leiga no assunto, minha câmera tem poucos recursos e não entendo "lhufas" de exposição, obturador e etc..., mas digo que no meu caso, fico feliz quando consigo tirar uma foto que traduz o sentimento, e nem sempre é a luz ou o foco que mostra isso, né?
Mas eu fico aqui torcendo pra você se encontrar novamente na sua profissão, que consiga se organizar pro maridão não sentir muito, o meu ainda fica bravo às vezes, rs.
E quanto às fotos, quem sabe não será você a fotografar meu casamento (religioso que não aconteceu ainda...) quando chegar a hora? Tudo o que quero são fotos espontâneas, sem poses prontas....
Um grande beijo!!

Anônimo disse...

Beta,

Te admiro demais pela sua coragem de sempre estar se renovando ,mudando, apesar de mudanças serem "aterrorizantes"como você mesmo disse ,muitas vezes se fazem necessárias, e você tem essa coragem...Um dia chego lá..rsrsr..adorei esse post e com certeza como eu digo ,tudo que fazemos com coração,fazemos bem!
Muito sucesso nessa nova etapa!!!
Beijos carinhosos
Priscilla Jacoby

Fla disse...

Toda mudança é meio complicada né? Mesmo que seja para o nosso bem. Mas tenho certeza que você irá tirar de letra e que se tornará uma farmacêutica ainda melhor.
=)
E eu sou leiga, mas adoro suas fotos! Acho "de verdade" sabe?
Beijos,
Fla

Mari disse...

Oi Beta, tô aqui via Criative-se!

Eu tb amo fotografia, sempre amei, até pensei em fazer disso uma profissão mas ficou pra depois (ou próxima encarnação, sei lá)...adoro tirar fotos, sair pra fotografar, ainda que as fotos sejam "99% de inspiração e 1% de transpiração", ou seja, ainda não parei pra estudar a fundo, mas quero muito, e claro que os elogios só aumentam essa vontade. Um marido que me dá a maior força é fundamental, já que vc sabe como é...ficar ali parada, olhando daqui, dali, coloca a câmera deitada, em pé, se afasta, se aproxima, muda o ângulo...

Espero que esteja feliz com as novas mudanças na sua vida! E se você vai ser fotógrafa profissional ou não (e eu acho que tem tudo pra ser!), não importa, o que importa é que vc está adorando, curtindo cada foto tirada, e essa sensação é muito boa, né?

Beijocas e sucesso!

BLOG DO ARTHUR disse...

Oi Beta...
Inspirador este post !
Não canso de te elogiar... Como mulher, fotógrafa, criativa...
Quanta coragem !! Precisamos mesmo olhar pra dentro de nós e encarar novos desafios. Com certeza, eles aparecem na hora certa... Vai com fé, que tudo dará certo !
Sabe que estou torcendo por ti !
Beijos, Flávia Thomé

Beta Bernardo disse...

Gente, muito obrigada pelos comentários... só tenho a agradecer por tanto carinho e palavras de incentivo.

Eu estou feliz em voltar pra área farmacêutica, trabalhei com isso por 7 anos e só saí porque apareceu uma oportunidade importante de trabalhar numa nova área, novos ares. E como eu não acho tão aterrorizante assim as mudanças, encarei!!!
Agora encaro o retorno!!

Então, estou satisfeita com as mudanças ocorrendo e com a fotografia andando em paralelo.

Tô tentando responder a todos os comentários, alguns vão por email, outros vão no blog de vocês, tá?

Bjks, Beta

Priscila disse...

Beta,
Simplesmente AMEI seu post de hoje. Eu desejo que vc tenha uma volta fantástica à farmácia! Quanto à fotografia, tenho certeza que vc ainda se renderá a essa profissão. Vc já é craque e do jeito que está se dedicando o resultado não poderá ser outro. é linda a sua paixão por fotografar. Tem coisa melhor que ser apaixonada pelo que faz? Boa sorte!!
Bjs.
Pri

carolina pires disse...

Olá!!
Nem toda fotografia é bela. Nem toda imagem é sobre o belo, etc... Mas se é assim que você ver e você quer, junte-se a nós ;)

Vá me frente!
bj
CarolPires

Cláudia Ramalho disse...

OI, Beta, minha primeira vez em seu blog e já vou linká-lo pois, como já lhe falei uma vez, temos alguns muitos interesses em comum.

Sabe, posso confessar que também já houve um tempo em que eu pensei em me dedicar profissionalmente à fotografia. Minha SRL ainda é analógica. Andava com rolos e rolos abaixo do braço, filtros e mais filtros, pára-sol, tripés e o diaboaquatro. Só nunca tive coragem de investir num flash decente. Por dois motivos: achava caro e no fundo eu não dominava a técnica.

Depois de ler muito e visitar várias sites, resolvi fazer um curso no SENAC. Que frustração ao ver que eu era a única aluna com máquina reflex. Todos os demais estavam com compactas meia-boca. Sentiu o nível, né? Decepção pura. E eu que tinha pretensões de aprender a lidar com flash, acabei dando dicas, emprestando material (fitas livros e revistas). Entrei pra aprender e acabei compartilhando o pouco que eu sabia. Ainda penso em fazer um curso sério, mais puxado, avançado. Queria muito revelar em casa fotos PB. Cheguei a ensaiar um laboratório no meu gabinete.

Aí... vieram os tempos modernos. Viajar com a reflex à tiracolo era como ter na testa a plaquinha TURISTA. Acabei me rendendo às facilidades e comprei minha primeira digital. Uma compacta com algumas funções manuais da SONY. Aceitava flash portátil e alguma tolerância na combinação da velocidade e abertura. Nada comparado à liberdade que eu tinha antes, mas tudo dentro da minha palma e com a vantagem de me livrar dos rolos de filme. Além disso, podia ver o resultado da foto na hora.

Hoje estou na minha segunda digital. Outra SONY (DSC-H50) também tem alguns recursos manuais, o suficiente para não me distanciar muito da paixão pela fotografia.

Se vc quer investir nisso, força e perseverança! Invista em cursos, livros, revistas, invista seu tempo e seu dinheiro. Não há sucesso sem sacrifício.

Hoje eu me sinto como alguém que se acomodou às facilidades da tecnologia. Sinto falta dessa paixão com que a vejo falar sobre fotos. Tb fui assim um dia, há alguns anos. E hoje eu me "desfoquei" em outros interesses.

Um abração!

Ana Carolina Peixoto disse...

Querida, o post está perfeito. Te dou a maior força para mudar. As mudanças são importantíssimas! Acho até q vc podia mudar mesmo... de farmacêutica para fotógrafa. rs! Fica a dica!

Obrigada pelo carinho e recadinho no post. Nem preciso dizer que Marco adorou. Essa semana, ele assumiu a chefia de um depto e levou o porta treco para colocar canetas no trabalho. Acabei fazendo tb para os avôs. Me senti fazendo meus cadernos no 2º grau. Só que ao invés de usar as nossas fotos usava figuras de revistas. Realmente, a maternidade está me transfornado. rs! Venho fazendo coisas que não imaginava. Qq dia eu conto sobre a fantasia que fiz para a família para o Zoobloco (Familia Abelha).

Bom, vamos ver se a minha foto (nº9) no concurso lá do Criative-se ganha dessa vez, né?
Bjs,

Ana Carolina Peixoto disse...

Querida, o post está perfeito. Te dou a maior força para mudar. As mudanças são importantíssimas! Acho até q vc podia mudar mesmo... de farmacêutica para fotógrafa. rs! Fica a dica!

Obrigada pelo carinho e recadinho no post. Nem preciso dizer que Marco adorou. Essa semana, ele assumiu a chefia de um depto e levou o porta treco para colocar canetas no trabalho. Acabei fazendo tb para os avôs. Me senti fazendo meus cadernos no 2º grau. Só que ao invés de usar as nossas fotos usava figuras de revistas. Realmente, a maternidade está me transfornado. rs! Venho fazendo coisas que não imaginava. Qq dia eu conto sobre a fantasia que fiz para a família para o Zoobloco (Familia Abelha).

Bom, vamos ver se a minha foto (nº9) no concurso lá do Criative-se ganha dessa vez, né?
Bjs,

Fabi Carvalhos disse...

Beta, em resposta ao seu comentário lá no blog, Photoshop é um vício p/mim. Comecei tb como autodidata. Meu pai comprou a versão 5, na época, e eu fui fuçando até aprender a usar. Desde então, sai uma versão nova já estou eu me coçando p/ter. O melhor do programa é justamente esta acessibilidade aos leigos. Basta ser um pouco curioso, estudar com os recursos que dispõe e pronto, um mundo de possibilidades visuais se abre a sua frente. Demais! Nunca usei actions de ninguém não, eu mesma fazia os meus, mas agora está tudo mais fácil, mais acessível, daí tenho ficado mais preguiçosa...:) Mas sempre fui assim, como vc, curiosa. Busco aprender sobre tudo que está ao meu redor, e adoro esse meu lado explorador, o desconhecido sempre me atraiu bastante. Muitas afinidades que temos,hein? Que bom!q Nos aproxima mais. :) Beijão, Fabi.

Vanessa Mulins disse...

Queria poder agir assim, mas não posso. Luto muito para pagar a máquina que comprei e dedico a minha vida para continuar aprendedo essa arte, mas vou recebendo por isso, pois preciso pagar uma máquina muito cara para uma dona de casa sem renda nenhuma e que não pode contar com o marido para investir nessa profissão.
Amo fotografar e continuo fazendo cursos e ainda não estou no nível que quero chegar, mas já faço casamento.
Quero dar mais para os meus clientes e pretendo melhorar muito ainda e ainda acho que cobro barato, mas...
Já tinha lido esse texto no blog da Luciana e amei cada palavra, mas não posso me dar ao luxo de fotografar de graça.

Guilherme Brandão disse...

Owa! É verdade...
Gente, brasileiro (de nascimento ou de coração) agente tem a maior 'salada cultural' do mundo, geralmente conseguimos em nossos produtos uma aceitação maior, por conseguirmos um equilibrio mais interessante, no entanto, somos um pouco preguiçosos, se somar livros, dedicação e trabalho, teremos reconhecidamente a melhor fotografia do mundo!

Jane Murback disse...

Beta, mudar é sempre bom. Mas não é fácil. Sair dessa tal zona de conforto é um passo muito grande e é muito difícil vencer a inércia incial. Que sua volta para a área de farmácia seja engrandecedora também , sempre lembrando do seu "apêndice" que certamente será útil e te trará segurança.
Agora sobre a fotografia é tão bom que vc tenha essa possibilidade de se sentir livre, vc não acha? É algo que está tomando corpo por si só, não por obrigação ou primeira necessidade. E vai chegar onde tem que chegar não porque vc tenha corrido e antecipado o tempo ou "roubado" na linha de chegada.
Torço para que vc atinja seus objetivos e realize seus desejos, por ordem de prioridade e com toda serenidade.
Bjo

Rafaela disse...

Não acredito que está voltando as raízes, que legal... é isso aí vira a chavinha!

Quantas mudanças... quando te conheci mal vc postava, passava tempos sumidas, depois engrenou e se dedicou ao bloguito, partiu para a fotográfia e faz parte da turma do Criative-se.

Isso que é um exemplo! rs

Rafaela disse...

Não acredito que está voltando as raízes, que legal... é isso aí vira a chavinha!

Quantas mudanças... quando te conheci mal vc postava, passava tempos sumidas, depois engrenou e se dedicou ao bloguito, partiu para a fotográfia e faz parte da turma do Criative-se.

Isso que é um exemplo! rs

Patrícia Pirota disse...

Oi Beta, tudo bem?

Achei ótimo seu post!
Eu não tenho nenhuma habilidade fotográfica. A câmera pra mim é um mistério. Adoro ficar do outro lado dela, ser fotografada [coisa de atriz], mas com a bichinha na mão, fico perdida.
E eu acho que você está certíssima quando diz que tem que estudar e observar. Tem gente que ainda acha que fotografia é só apertar o botão. E não é. Requer observação e alma de artista. E tenho cá pra mim que isso não falta a você =)

Sobre seu comentário no cafofo...

O mulher! Como assim não abre a trilha no seu trabalho?! Isso é maldade, hein! Youtube devia ser permitido, uai!

Sabe que nunca assisti esse “Doce Lar”. Agora fiquei curiosa e vou procurar... ‘Brigada pela dica!

Beijo pra você!
Bom fim de semana!

Aline disse...

Oi Beta!!
Vim dizer que acho suas fotos lindíssimas, de uma visão espetacular.
Amo fotografia também.
Adoro quando, a foto me passa a sensação de estar ali, vivendo o que o fotógrafo viveu naquele momento.

Beijoss

Cláudia Ramalho disse...

Beta, não sei se vc é fã da brincadeira, mas tem um selinho pra vc no meu blog. Se não gosta, me desculpe e encare o ato como uma homenagem a um blog que gosto de visitar e considero válido indicar. Bjks.

Priscila disse...

Nossa, o post tá bombando! Voltei pra dizer que entrei no mundo das blogueiras. Entra lá pra ver. Tô falando em vc. Bj.
http://priscilaresende.blogspot.com

Camilla disse...

Beta,

Perfeito o post, muito bem colocado Beta!!!

Anônimo disse...

Oi, Beta,
Passei por aqui só para te desejar boa sorte nesta sua nova fase profissional e dizer que estou torcendo muuuuuuuuuuuuuuuito para que o mercado de fotografia ganhe logo mais uma super profissional (aliás, para mim, vc já o é).
bjo gde, tudo de bom!
Raquel Ambram

Lucia Laureano disse...

Amiga,
Você sabe o quanto vou sofrer sua falta, mas ainda assim torci para que tudo desse certo, afinal você merecia esta virada...
Sei que o ciclo e mudanças está apesar começando, pois a grande mudança anda está por vir... Tenho certeza que a fotografia ainda fará parte de sua vida de uma forma ainda mis significativa, pois isso faz parte de você, o seu trabalho é um arte!
Te desejo toda a sorte do mundo nesta nova caminhada tenha certeza que estarei sempre ao seu lado!
Te amo muito, minha querida amiga!

Verônica Cobas disse...

Beta,

Acredito mesmo que somos eternos aprendizes. E das primeiras coisas que aprendemos a aprender desde lá atrás é a de que embarcar na viagem do sonho é possível e até realizável. Basta querer, basta desejar, basta perseverar, basta fazer....e trabalhar muito. Sou sonhadora e admiro os que saem, às vezes com pressa, outras vagarosamente, em busca do que pode nos oferecer o instante tênue do prazer.
Assim dito....go, girl!!!!
Não perde o bonde da história, não!!! Ele está paradinho aí na sua frente e esperando seu ticket.

Boa sorte!!!!!! Com todo o carinho. Vê

Luciana Aith disse...

Oi Beta,
Só hj li esse post, muito bom :o)
O post da Luciana Prado eu já tinha lido e é perfeito.
Faz apenas 2 anos e meio que eu larguei meu último emprego para me dedicar somente a fotografia. É um aprendizado diário, muitas alegrias e algumas decepções. Sou muito feliz e agradecida por estar onde estou, mas ainda falta para chegar onde quero. E vamos em frente, trocando experiências e fotografando :o)
Semana passada passei uns dias muito especiais na Photo Image Brasil, vou tentar postar sobre isso ainda hoje.
Beijos!

Camilla Mello disse...

Vamos com TUDO Beta!!!!! Não tenha medo da sua escolha... você vai saber quando for o momento certo para se dedicar 100% a fotografia, enquanto isso aproveita!!!!

Graciela Lindner disse...

Muita sorte! Com certeza fez a escolha certa!